terça-feira, 22 de maio de 2018

Quais são as doenças transmissíveis no sexo entre duas mulheres?


 Spoiler: todas. Depois que a repórter, lésbica, ouviu de uma médica que não precisava de alguns exames ginecológicos porque não havia feito sexo com homens, ela resolveu investigar. E encontrou um mar de informações erradas. 

Tudo começou quando eu fui fazer um exame chamado colposcopia, indicado para detectar câncer de colo de útero e alterações causadas pelo HPV. Quem pediu o procedimento foi a minha ginecologista, que sabe que eu nunca transei com homens, e que queria garantir que eu não estivesse com alguma infecção não diagnosticada. Até aí, tudo certo. Na hora de fazer o exame, porém, a médica que ia realizar a colposcopia me perguntou se eu já havia tido relações sexuais. Eu respondi que sim – e recebi um olhar de desconfiança em troca. “Hm, mas com quem?”, ela perguntou. “Só com mulheres”, disse.
Ela não fez o exame. Disse que o procedimento era só pra quem “tinha feito sexo” e que “HPV é uma doença que pega no sexo”. Fiquei sem saber o que dizer. Eu fazia sexo, ué. Vi que ela não sabia absolutamente nada sobre relações entre mulheres – e desconfiei de sua resposta: já havia lido que o HPV é muito comum entre lésbicas, por exemplo. Saí do consultório perplexa e cheia de perguntas.

Pastoral vai impulsionar potencial turístico das igrejas de Feira

Com objetivo de contribuir para a implantação da Pastoral do Turismo, pela Arquidiocese de Feira de Santana, a diretora do Departamento de Turismo, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Graça Cordeiro, esteve reunida, na manhã de segunda-feira, 21, com o arcebispo metropolitano dom Zanoni Demettino Castro. A reunião, na sede do Bispado, contou também com a presença do padre Edmundo Almeida, coordenador de Pastoral.
Graça Cordeiro defende que Feira de Santana possui igrejas com valor histórico e cultural importantes, sobretudo no contexto de formação da cidade, a exemplo da Catedral Senhora Sant'Anna e a Paróquia Senhor dos Passos. "Feira de Santana possui belas igrejas e de grande valor arquitetônico. Precisamos também fomentar o turismo religioso em nosso município, assim como já acontece em Salvador, Candeias, Bom Jesus da Lapa e nas cidades do Recôncavo Baiano, a exemplo de Cachoeira", destaca.

Por que cientistas acreditam que você pode estar fazendo suas refeições nas horas erradas?


A ciência alerta frequentemente para os riscos de saúde presentes em ignorar o ritmo natural do corpo. Mas será que os horários das nossas refeições estão de acordo com o nosso "relógio" natural? Uma mudança nos horários das refeições pode melhorar a nossa saúde e ajudar a perder peso?
O que você comeu hoje cedo, no café da manhã?
Provavelmente não foi um bife acebolado com batata frita, um frango assado ou qualquer outra coisa que você consumiria no almoço ou no jantar.
Mesmo assim, alguns cientistas acreditam que quanto mais concentramos nossas calorias diárias na parte da manhã, ou antecipamos nossas refeições, tanto melhor para a nossa saúde.
Um estudo recente descobriu que mulheres que estavam tentando perder peso tinham mais sucesso quanto mais cedo almoçavam. Outra investigação científica descobriu uma correlação entre tomar café da manhã mais tarde e ter massa corporal maior.

Festival de Sanfoneiros da Uefs acontece no Cuca

O local do 8º Festival de Sanfoneiros da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) foi modificado para o Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). A alteração foi necessária devido à logística do evento, que ficou comprometida por conta da paralisação dos terceirizados da limpeza, realizada no campus universitário.
Noite de forró, dança e alegria
Tendo como protagonista o instrumento que simboliza a música regional nordestina, o Festival vai dar oportunidade aos artistas classificados de apresentar ao público as suas virtuosidades. Serão 3 candidatos finalistas na categoria infanto-juvenil, 04 na categoria de 8 baixos e 5 na categoria acima de 8 baixos no grande show que acontecerá neste 23 de maio (quarta-feira), a partir das 18h30, no Cuca, localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro.

Feira do Semiárido tem Festival de Sanfoneiros e debate sobre feirantes e informalidade


A 11ª Feira do Semiárido da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), que tem como tema “Políticas públicas e desenvolvimento territorial: temos sede de quê?”, tem início nesta quarta-feira (23) no campus universitário. O evento propõe o debate sobre o semiárido, como forma de reflexão, enfatizando que é na relação campo-cidade que a vida se produz e reproduz. 
A abertura oficial será às 9h, no Auditório Central da Uefs, com a presença dos organizadores e apoiadores, a conferência do professor Naidson de Quintela Batista, coordenador nacional da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), e apresentações culturais.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Venezuela: réquiem para a democracia

A Venezuela escreveu, ontem, seu réquiem para a democracia, com a farsa eleitoral escandalosa, que elegeu o ditador Maduro, com 67% dos votos.  A esquerda brasileira já está a aplaudir o resultado.  Uma biografia se faz, como se sabe, nos piores momentos, pela omissão, cumplicidade, ética de conveniência, que permite ao indivíduo, partido, movimentos políticos, defenderem governos criminosos, ditaduras corruptas, por afinidades ideológicas, como acontece na Venezuela.
A violenta destruição da economia do país mais rico e com as maiores reservas de petróleo da América Latina, a perseguição e assassinato de opositores,   a fome, a parceria institucionalizada com o narcotráfico, são o resultado do bolivarismo tosco,  implantado na Venezuela, como o apoio dos governos do PT, o silêncio covarde dos intelectuais esquerdistas, e o abandono do povo Venezuelano a própria sorte.
A crise migratória com imensa quantidade de refugiados fugindo para o Brasil, com mulheres prostituindo-se para sobreviver, é um desses tapas na cara dos hipócritas que continuam a defender Maduro, revelando uma moral torpe e comprometida.

Arrasta pé antecipa o São João no Arraial do MAP

 O Mercado de Arte Popular antecipou o arrasta pé do São João nesse mês de maio. No último sábado, 19 o forró ecoou no MAP, ao som de Neném do Acordeom e a banda Girimum com Mel.
O forró pé de serra foi o carro chefe da tarde. O cantor Neném do Acordeom não deixou nenhum clássico de fora do repertório. Foi de Gonzagão a Gonzaguinha. “Uma homenagem ao nosso forró com Luiz Gonzaga, Trio Nordestino, entre outros, valorizando o povo nordestino e o que há de melhor em nossa terra”, disse o forrozeiro.
O Arraial do MAP é uma iniciativa da Fundação Cultural Egberto Costa, que tem proporcionado uma festa diferente e animada em todos os sábados no local.  

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Por quanto tempo você ainda vai viver?


A expectativa de vida está aumentando no mundo - pessoas nascidas em 2016 viverão em média sete anos a mais do que aquelas nascidas há 25 anos.
Insira suas informações abaixo para saber qual é a expectativa de vida para pessoas de sua idade, país e gênero, assim como quanto tempo você ainda deve viver com boa saúde.

Por que a expectativa de vida muda com base na idade?
Esse índice é o número de anos que espera-se que uma pessoa viva em média baseado em sua idade, gênero e país. Realizado pela Organização Mundial da Saúde, o projeto Global Burden Disease, que analisa os efeitos sobre a saúde de mais de cem doenças em oito regiões do mundo, calcula a expectativa de vida a partir das taxas de mortalidade em diferentes faixas etárias.
A expectativa de vida pode variar para pessoas de diferentes idades, porque é calculada como o número de anos que espera-se que a pessoa viva caso ela já tenha atingido determinada idade.
Por exemplo, uma menina nascida em 2016 no México deve viver até 79 anos, no entanto, a expectativa de uma mulher de 65 anos no México era de 84 anos em 2016 - sua expectativa de vida é mais alta porque ela já chegou aos 65 anos e, portanto, é provável que viva mais 20 anos.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Assistentes sociais têm trabalho sem fim

O Dia do Assistente Social, nesta terça-feira, 15, é marcado em Feira de Santana pelo reconhecimento do papel desses profissionais como principais agentes transformadores para a garantia de direitos sociais e a ampliação da cidadania. O empenho destes profissionais que compõem o quadro, tanto na área pública quanto privada e ONGs, é destacado pelo secretário de Desenvolvimento Social (Sedeso), Ildes Ferreira, pela presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Ângela Pérsico, e pelos próprios assistentes sociais, na pessoa da diretora do Departamento de Gestão Integrada, Soneide Rios.
A dedicação e comprometimento do assistente social com a garantia dos direitos é ressaltada pelo secretário Ildes Ferreira, coordenador de cerca de 160 profissionais da área na Sedeso. Ele ressalta a condição dos assistentes sociais como a mais importante nas políticas de assistência social no país. “Só temos que agradecer àqueles comprometidos com a política de equidade social em Feira de Santana, na Bahia e no Brasil, garantindo direitos para pessoas em situação de risco social”, frisou.

Assistente social "indica caminhos" no ataque a desigualdade, diz Colbert

A assistência social, nos últimos anos, tomou um impulso significativo, no país, e em Feira de Santana, tornou-se um “forte instrumento de defesa dos interesses coletivos, especialmente dos mais necessitados”. A constatação é do prefeito Colbert Martins Filho, que nesta terça-feira, 15 de maio, dia consagrado aos profissionais da área, presta uma homenagem à categoria.
Em Feira de Santana, são 160 profissionais assistentes sociais atuando em diversos equipamentos do Município destinados a promover o bem-estar da população carente e a atender as pessoas em estado de vulnerabilidade. 
“O assistente social não apenas realiza esse seu mister, de atuar em um campo extremamente difícil, da vulnerabilidade, mas também presta ao Governo um importante trabalho, indicando os caminhos na busca do ataque a desigualdade, algo que também perseguimos”, diz o prefeito.





Dia Internacional da Família. 10 Motivos Para Celebrar


 No dia 15 de maio, comemora-se o Dia Internacional das Famílias ou, simplesmente, o Dia Internacional da Família. Esse dia foi definido em 20 de setembro de 1993, em deliberação da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Desde então, no dia 15 de maio sempre há, em várias partes do mundo, conferências e celebrações para discutir e traçar projetos para o futuro da instituição familiar.

O que é família?
Sabe-se que a família, do ponto de vista histórico e também sociológico, é o núcleo elementar da sociedade, isto é, uma instituição basilar. A família funciona como o primeiro grupo de relações no qual os indivíduos interagem entre si. Foi a partir do núcleo familiar que a sociedade como um todo ganhou corpo ao longo da história humana. Contudo, a decisão da ONU, enquanto organização internacional, de escolher um dia para homenagear a família está relacionada com os problemas e transformações que essa “célula social” vem apresentando desde o século XX.

Show de Targino Gondim marca a volta do Festival de Sanfoneiros

O show do forrozeiro Targino Gondim, previsto para encerrar o Festival de Sanfoneiros no próximo dia 23 (uma quarta-feira), é patrocinado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). O evento vai começar a partir das 18h30, no Auditório Central da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).
Com entrada franca, o festival, que está sendo retomado após quatro anos, conta com vinte sanfoneiros inscritos. Além de Feira, o evento tem a participação de representantes de alguns vários municípios da região, como Alagoinhas, Irecê, São Gonçalo dos Campos e Santo Antônio de Jesus.
O titular da Secel, Edson Borges, ressalta que o evento faz parte do calendário das festas juninas e que tem o sanfoneiro como símbolo da tradição do cancioneiro popular nordestino. “É uma figura emblemática da nossa cultura”, observa, considerando que o evento, além de revelar talentos, é um incentivo aos mestres da sanfona.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

O memorando da CIA que revisita Geisel e o grito das torcidas.

São impressionantes as reações desencadeadas pela revelação de um memorando  da CIA mostrando que as execuções de opositores ao regime militar eram do conhecimento do ex-presidente Geisel, e autorizadas por ele, friamente, e por Figueiredo, que tinha a palavra final sobre quem morria e vivia. Era uma política de Estado, que foi centralizada no Planalto Central,  e não uma ação descontrolada dos agentes militares. Geisel, que reagiu, é verdade, contra a tigrada mais aloprada, inclusive demitindo o general Sylvio Frota, e conduziu a abertura “lenta e gradual”, não deixou o pragmatismo militar ao concordar com a política de eliminação de subversivos e vai carregar, historicamente, o preço de suas escolhas.
De um lado há os que acham que o fato de serem guerrilheiros e desejarem implantar um ditadura comunista, como já revelou o ex-guerrilheiro Fernando Gabeira, é motivo suficiente para que fossem executados, esquecendo que ao assumirem essa posição tornam-se iguais e justificam as ações dos comunistas quando chegam ao poder.  Há os que apelam para o fato que estes guerrilheiros executaram civis, militares, fizeram tribunais de exceção sem nenhum critério e mataram companheiros que consideravam traidores, como se isso fosse autorização para o Estado justificar sua ação criminosa, agindo sem o respeito à lei.

Transição para economia verde custará 180 mil empregos no Brasil, mas criará outros 620 mil, afirma OIT


  A transição da economia mundial para um modelo mais verde e sustentável deverá criar 24 milhões de empregos, se países adotarem as políticas certas. É o que aponta um relatório da Organização Internacional do Trabalho, OIT, divulgado nesta segunda-feira. No Brasil, a diferença entre fechamento de postos e abertura de novas vagas também é positiva e chega a 440 mil novos empregos, segundo informou a OIT com exclusividade à BBC Brasil.
"Estamos falando de 620 mil novas vagas, o que mais do que compensa os 180 mil empregos que poderão ser perdidos (no Brasil)", resumiu Guillermo Montt especialista da organização e pesquisador. A proporção é de 3,4 novas oportunidades para cada demissão em território nacional.
O documento mostra que seis milhões de trabalhadores devem perder seus empregos no mundo, mas é otimista em relação ao saldo total, que deve ser positivo pela criação de outras 18 milhões de vagas. Uma das chaves será requalificar esses desempregados para ocuparem esses novos postos. A relação entre geração e extinção de empregos é de quatro para um, revelam os números do órgão da Organização das Nações Unidas.

Colbert Martins faz breve balanço dos trinta dias do seu governo

Enfatizando o eficiente nível de organização da Prefeitura Municipal, o prefeito Colbert Martins da Silva Filho elegeu a mobilidade urbana e a reestruturação do Centro Comercial da cidade entre as metas prioritárias da sua gestão.
A entrevista foi concedida ao Programa Rádio Repórter, ancorado na Rádio Nordeste FM pelos radialistas Renato Ribeiro e Raimundo Tourinho, na tarde/noite de sexta-feira, 11.
Nela, o novo mandatário do Município estimou que o BRT (Bus Rapid Transit) será inaugurado no final do ano, "proporcionando mais fluidez ao trânsito de Feira de Santana", pontuou.
A implantação do Centro Comercial Popular, também previsto para ser entregue a comunidade ainda este ano, é considerada por Colbert Martins a maior e mais importante intervenção urbana realizada pelo Governo Municipal, desde a criação do Centro de Abastecimento, em 1974, sob a gestão de José Falcão da Silva.