quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Natal Todo Dia

                     
Este texto foi publicado em 2013, mas, continua mais atual do que nunca.

“Um clima de sonho se espalha no ar/ Pessoas se olham com brilho no olhar/ A gente já sente chegando o Natal/ É tempo de amor, todo mundo é igual.
Os velhos amigos irão se abraçar/ Os desconhecidos irão se falar/ E quem for criança vai olhar pro céu/ Fazendo pedido pro velho Noel.
Se a gente é capaz de espalhar alegria/ Se a gente é capaz de toda essa magia/ Eu tenho certeza que a gente podia/ Fazer com que fosse Natal todo dia.
Um jeito mais manso de ser e falar/ Mais calma, mais tempo pra gente se dar/ Me diz porque só no Natal é assim/ Que bom se ele nunca tivesse mais fim.
Que o Natal comece no seu coração/ Que seja pra todos, sem ter distinção/ Um gesto, um sorriso, um abraço, o que for/ O melhor presente é sempre o amor.”

         Versos como estes da música “Natal todo dia”, do grupo Roupa Nova, são ouvidos nas ruas, nas rádios e tevês, nos comerciais das lojas que querem atrair consumidores cada vez mais. Pessoas lotam as ruas do comércio e os shoppings, crianças são arrastadas por pais apressados, em meio à confusão. Há uma correria generalizada. Alimentos e bebidas são armazenados. Os presentes então? São tantos a providenciar! Vemos luzes enfeitando vitrines, ruas, casas, árvores, mas, há pouco brilho nos olhares, poucos sorrisos, pouca paciência para uma conversa fraternal.
É bonito ver luzes, cores, fartura. Mas, seria muito mais belo ver sorrisos francos, apertos de mãos demorados, abraços de ternura, mais gratidão, mais carinho, mais solidariedade, mais compaixão.
         Não é difícil perceber que há pessoas que oferecem presentes por mero interesse. Que há abraços frios e calculistas. Que familiares se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação, mas se reúnem para “confraternizar” e não poucas vezes a reunião acaba em mais desarmonia.
Mas, para quem ainda tem tempo de meditar sobre o verdadeiro significado do Natal eu diria que o Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver. É a expressão da caridade. É fraternidade. O Natal também é união. O Natal é pura expressão de amor. E a vida sem amor é desabilitada para a paz. Viver sem a paz é como navegar sem bússola em noite escura. É desconhecer os caminhos que enaltecem a alma e dão sentido à vida. Enfim, a vida sem amor é mera ilusão.
Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes. Que possa ser um marco definitivo no seu modo de viver, conforme o modelo trazido pelo notável Mestre, cuja passagem na Terra deu origem ao Natal.

Feliz Natal com Jesus!

Nenhum comentário: